Relações Públicas e sua capacidade de gerir a comunicação

Relações Públicas e sua capacidade de gerir a comunicação.

Comunicação, imagem, reputação, notoriedade, relevância e responsabilidade social. O que essas áreas têm em comum? Exigem atenção, um olhar profissional, estratégias criativas e muito planejamento. Um campo da Comunicação Social, as Relações Públicas, cada vez mais se especializa em entregar soluções para essas áreas, tão fundamentais à trajetória de uma marca, personalidade ou empresa.

Como primeiro passo, é importante entender que toda entidade ou persona desenvolve relações com diferentes públicos. Tomando uma empresa como exemplo, essa rede de relacionamentos pode envolver desde acionistas, colaboradores, imprensa, fornecedores, a comunidade onde está inserida fisicamente, clientes, seguidores nas redes sociais e muitos outros públicos. Sendo necessário se comunicar com algum deles, é no mínimo importante considerar essa diversidade, os canais disponíveis, a linguagem, o tom do discurso, a ferramenta mais eficaz. Afinal, um comunicado, por mais simples que seja, quando mal redigido pode causar equívocos, reações adversas e até mesmo crises.

É nesse universo de valores e expectativas tão diferentes, que entra as Relações Públicas e sua capacidade de ter um olhar empático e assertivo a cada um dos públicos de interesse. Essa empatia é capaz de gerar valor, aproximar, construir relacionamentos duradouros e tantos outros benefícios. E como se consegue tudo isso? Observando, perguntando e avaliando. Assim como o foco em conteúdo e branding, a pesquisa é uma ferramenta bastante valorizada pela profissão. A Associação Americana de Relações Públicas define a profissão como um “processo de comunicação estratégica”, cujo objetivo é construir relacionamentos positivos entre as organizações e seus públicos. Uma definição bem ampla, não é mesmo? E é também por isso
que a profissão traz essa capacidade de contribuir com tantas áreas de uma organização.

Pensar continuamente no relacionamento e conquistar atenção também são atributos de Relações Públicas. Pode atuar desde eventos produzidos para emocionar e conversar com o público certo à geração de mídia espontânea. Estas sem dúvida, são as formas de atuação mais tradicionais. Conhecido como o planejador da comunicação, um profissional de RP ainda atua na elaboração do plano de comunicação de uma organização, mapeando como pode ser a comunicação interna e externa. Esse processo considera valores, o posicionamento de mercado e diferentes resultados que a marca deseja e pode conquistar. Parece empírico e é! Afinal, experiências positivas são pontos fortes dessa profissão. Mas apesar disso, um bom RP nunca abre mão de mensurar suas entregas. Se o canal escolhido é um evento, por exemplo, ele entende que não basta promover uma ação bem produzida. É preciso receber o público certo e que esse investimento se reverta em algum benefício previamente previsto em planejamento.

Quer outro exemplo sobre a relevância dessa profissão? A partir da observação constante dos públicos prioritários, o que eles falam a respeito da marca assessorada, é possível prever problemas e planejar estratégias para que crises sejam atenuadas ou não evoluam. E é por isso que ter pessoas qualificadas na gestão dessas áreas é vital para o posicionamento e crescimento de qualquer marca.

Relações Públicas e sua capacidade de gerir a comunicação
Tags: